28.2 C
Bom Jesus

Transcerrado no Sul do PI vira atoleiro com período de chuvas; “penso em desistir de ser caminhoneiro”, diz (vídeo)

"A situação é essa meu irmão, não tem condições, estou para desistir do ramo, não sustenta a família desse jeito. Tá complicado é lamentável". Disse.

Com o início do inverno no Piauí, os velhos problemas vem à “tona”, ano após ano, promessa após promessa, e lá se vai mais de uma década e o poder público estadual não sabe mais o que dizer. A rodovia estadual Transcerrado (PI-397) sofre com a ação das primeiras chuvas e acima de tudo com a falta do governo do Piauí.

A rodovia é a principal estrada de escoamento de grãos produzidos no cerrado piauiense, cujas cargas são levadas para o Porto de Itaqui, em São Luís (MA) e outros estados.

Estamos apenas no início do período chuvoso na região e a vida dos caminhoneiros que trafegam na rodovia não está nada fácil. Atoleiros, prejuízos, atraso na entrega de insumos, comprometendo a produção e no carregamento de grãos. “É cada vez mais desanimador quando chega nessa época”, segundo um motorista que já pensa em desistir da profissão, pois não aguenta mais tanto descaso por parte do poder público.

Veja o relato do caminhoneiro, Carlos:

É um descaso, uma falta de respeito para com a comunidade, principalmente agente trabalhador e caminhoneiro, o nosso sofrimento aqui na rodovia vem ano após ano, e o governo não toma nenhuma providência de nada. O nosso sofrimento é daqui para pior, o Brasil cada vez mais afundando e agente batalhando tomando prejuízo o tempo todo. É pneu furado, é mola quebrada, são dois ou três dias que passamos aqui em atoleiros. A situação é essa meu irmão, não tem condições, estou para desistir do ramo, não sustenta a família desse jeito. Tá complicado é lamentável”. Disse o motorista indignado.

Assista o vídeo a seguir, veja as imagens da rodovia e o relato completo do motorista. (As imagens são do Fotógrafo, Luiz Neto, Cerrados Agrícolas):

Aprosoja-PI

A Aprosoja-PI cobra a retomada das obras licitadas pelo Estado ainda em 2013 (1o trecho da PI-397/Transcerrado, de 117 km, e dos 16,5 km da PI-392, na subida da Serra Grande). A entidade também quer a construção de uma base de asfalto em cerca de 30 km na Transcerrado (PI-397) para evitar os atoleiros na rodovia.

São mais de 10 anos de promessas do governo do estado. Eis o X da Questão (?)


Fonte: Portal Ponto X – Conectando o Sul do Piauí

Mais Lidas