logo-cabecalho

Siga nossas redes:

Seduc realiza inspeção para construção de escola indígena em Bom Jesus

Técnicos do Núcleo de Educação Escolar Indígena e Quilombola da Secretaria de Estado da Educação (Seduc) realizaram nesse domingo (20), uma visita ao assentamento Rio Preto, no município de Bom Jesus, distante 606 Km de Teresina.  A ação visa atender ao pedido de construção de uma escola indígena na comunidade, feito pelo cacique James Akoa Gamela.

Segundo o cacique, no assentamento vivem 41 famílias de indígenas da etnia Akroa Gamela e as crianças sofrem com a falta de uma escola dentro da comunidade.

“Atualmente, são 57 crianças atendidas em uma escola municipal na Barra do Correntinho, que fica distante da comunidade, bem como outras dificuldades de acesso à região, que deixa os estudantes em muita vulnerabilidade”, relata James Akoa Gamela.

Além disso, por se tratar de uma comunidade indígena eles têm direito a uma escola específica, conforme estabelecido nas Diretrizes para a educação escolar indígena.

Nesse sentido, a Seduc, por meio do Núcleo de Educação Escolar Indígena e Quilombola, fez uma visita a esta comunidade para saber as demandas e procurar todos os meios para que sejam atendidas, como revela a coordenadora do Núcleo, Tatiana Oliveira.

“Da reunião, saíram deliberações para finalizar o estudo de demanda da comunidade para efetivar os procedimentos de solicitação da escola indígena no assentamento e estudo de viabilidade dessa construção, por parte do Governo do Estado”, explica a coordenadora.

Participaram da reunião, além da coordenadora Tatiana Oliveira, a técnica Cyntia Falcão, o gerente da 14ª GRE, Reginaldo Vaz da Costa, e toda a comunidade indígena Akroa Gamela do assentamento Rio Preto.

Fonte: Governo do Estado

VEJA TAMBÉM

plugins premium WordPress