População continua usando boias para atravessar o Rio Longá, em Campo Maior. — Foto: Jefferson David/Arquivo pessoal

Quase dois anos após a primeira denúncia feita pelo G1 sobre a situação dos moradores do Povoado Passagem da Nega, a situação continua igual. A população ainda não tem uma ponte sobre o Rio Longá e precisa fazer a travessia, quando o nível do rio sobe, em boias ou a nado. Os moradores relatam que a situação, além de constrangedora, oferece riscos. A Prefeitura assinou nesta sexta-feira (10) ordem de serviço para a obra de uma passagem molhada no local.

“Há anos que nós pedimos essa obra e agora foi que a prefeitura assinou uma ordem de serviço pra construção da passagem molhada nesse povoado. A gente pede que a obra seja feita o mais rápido possível, porque com qualquer chuva mais forte, o rio enche novamente”, explicou o professor Jefferson David, que fez a denúncia ao G1 em fevereiro de 2018.

Segundo ele, no momento, as crianças que moram no povoado e estudam na Zona Urbana de Campo Maior não estão precisando fazer a travessia, porque estão no período das férias escolares. Contudo, trabalhadores têm se arriscado, porque o percurso pela estrada aumenta o trajeto em 35 km.

“As pessoas que precisam ir ao trabalho preferem atravessar assim, deveria ter uma forma menos perigosa. Com a passagem molhada, a travessia seria de apenas 10 km”, disse o professor.

A Prefeitura de Campo Maior informou que a obra foi autorizada exatamente nesta sexta-feira (10) porque era necessário cumprir “os procedimentos exigidos pela legislação”. Em nota, a prefeitura informou que as obras iniciarão em uma semana. O prefeito, professor Ribinha (PT), divulgou vídeo em que fala sobre a ordem de serviço da obra.

Leia a íntegra da nota:

A comunidade Passagem da Negra está localizada na zona rural do município de Campo Maior e se formou há décadas na margem direita do Rio Longá. No período de chuvas, com a cheia do rio, os moradores precisam usar uma outra rota para chegar a zona urbana. Alguns, contudo, se arriscam em boias na travessia.

A prefeitura de Campo Maior mantém intensa manutenção na estrada da comunidade e disponibiza transporte escolar durante o período chuvoso para evitar que as famílias se arrisquem na travessia de crianças.

Em 2018, a prefeitura de Campo Maior, em parceira com o governo do estado do Piauí, elaboraram o projeto de uma Passagem Molhada e iniciou o processo legal para a construção.

Após cumprir os procedimentos exigidos pela legislação, foi assinado na manhã desta sexta-feira a ordem de serviço da obra orçada em R$ 500 mil. A empresa vencedora da licitação confirma o início dos trabalhos para essa próxima semana.

O município de Campo Maior reafirma seu compromisso e empenho para solucionar o problema histórico da comunidade Passagem da Negra.

Prefeitura de Campo Maior

Coordenação de Comunicação Social

Comentários Facebook