28.2 C
Bom Jesus

Produtores de soja apresentam a ministros demandas do setor no Piauí

O Piauí tem 8 milhões de hectares com metade sendo aptos a produção, mas hoje apenas 12% são explorados. Em encontro coordenado pelo deputado federal Júlio César (PSD), a Aprosoja Piauí (Associação de Produtores de Soja do Estado do Piauí) apresentou ao Governo Federal algumas das demandas do setor.

A pouca exploração, segundo a Aprosoja, em parte,  se deve a falta de estrutura e de mais atenção ao setor, no Nordeste, por parte dos ministérios. A ideia é que mais programas cheguem voltados a setores da produção agrícola como a soja, algodão e o milho, alcancem a região.

Na videoconferência da qual participou o presidente da entidade, Alzir Neto, a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho e representantes do Ministério da Economia, foram apresentados dois eixos importantes para o setor, responsável pelo crescimento do PIB do Piauí acima da média (2°lugar no país). A videoconferência foi realizada na última quinta-feira (18). No próximo dia 22 a Aprosoja também participa de  um novo debate, desta vez sobre a segurança jurídica no setor.

Segundo Alzir Neto, um dos pontos demonstrados na reunião à ministra e ao ministro foi que o Governo Federal hoje não tem nenhuma obra importante, que seja estruturante, na região do Cerrado piauiense. “O deputado Júlio César foi o mediador e o coordenador deste debate e conseguimos apresentar aos ministros a importância deste setor não só no Piauí como no Nordeste todo e demonstrar a necessidade de o Governo Federal atuar neste sentido”, explica. O presidente da CNA (Confederação Nacional da Agricultura), João Martins, também participou da videoconferência.

Outro ponto apresentado de grande interesse do produtor piauiense foi a questão burocrática junto ao Banco do Nordeste. Representantes do BNB também participaram da videoconferência. “A burocracia e a morosidade impedem que o crédito chegue e que nossas atividades sejam desenvolvidas dentro do prazo correto”, explica o presidente da Aprosoja.  Em média o produtor espera de 6 a 8 meses, quando este tempo poderia ser reduzido para 90 dias.


Fonte: Cidade Verde

Mais Lidas

Polícias Civil e Militar prendem traficantes em Bom Jesus.

A ação integrada das Polícias Civil e Militar de Bom Jesus resultou na prisão de um casal traficantes, na apreensão de um menor de...

Gusttavo Lima é censurado e decide não fazer mais lives, CONAR aponta irregularidades nas transmissões

A declaração foi feita horas depois do músico virar alvo do Conar (Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária), que apontou irregularidades nas propagandas de bebidas...

Adolescente de 15 anos morre afogado em barragem no Piauí

O jovem Lucas de Jesus Almeida, de apenas 15 anos, de família de Campo Grande do Piauí, morreu vítima de afogamento no início da...

Sindicato denuncia cortes de horas extras e cobra adicional de periculosidade igual para todos durante pandemia

A Direção do Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Saúde Pública do Piauí (SINDESPI) em reunião na última quarta-feira (15/04) com o diretor do...