Teresina/PI – A Polícia Federal no Piauí deflagrou, na manhã de hoje, 04/9, a Operação Peloponeso, que apura desvio de recursos públicos na área de saúde.

A investigação aponta fraudes no credenciamento de Centros Especializados de Reabilitação junto ao SUS, com a finalidade de receber recursos federais sem a contraprestação de serviços por parte das clínicas.

Há fortes indícios de desvio envolvendo os montantes controlados pela Secretaria Municipal de Saúde de Picos/PI, com saques em espécie nas agências bancárias em benefício de empresários.

Os fatos apontam para o envolvimento, também, de servidores públicos, com prejuízo calculado pelo TCU, até março de 2019, na ordem de mais de 17 milhões de reais.

Estão sendo cumpridos 11 mandados de busca e apreensão nas cidades de Teresina, Picos e Brasília, bem como bloqueio de veículos e valores em contas e ativos financeiros, no valor aproximado de 14 milhões de reais.

A ação de hoje conta com a participação de 60 Policiais Federais dos estados do Piauí, Maranhão, Ceará e Distrito Federal, bem como auditores do Tribunal de Contas da União – TCU e do Departamento Nacional de Auditoria do SUS – DENASUS.

Será concedida entrevista coletiva à imprensa às 10h30, na sede da Superintendência da Polícia Federal.


Fonte:Comunicação Social-CS/SR/PF/PI

Comentários Facebook