O atual cerrado piauiense é composto por muitos produtores que deixaram para trás sua terra natal para desbravar e prosperar na região Sul do estado. Hoje, ela se consolida como referência em tecnologia e boas práticas para grandes cultivos. A empresa Bayer acredita no potencial desses agricultores para ajudar a atender a contínua e crescente demanda mundial de alimentos e mantém-se focada em suas necessidades de manejo das lavouras.

Diante deste cenário promissor, a Bayer realizou um grande evento na noite dessa quinta-feira (08) de agosto, para apresentar o fungicida Fox® Xpro, uma mistura tripla com formulação inovadora de alta performance no combate aos fungos.

O evento organizado por uma agência do estado de São Paulo que ficaram surpresos com a estrutura e administração do Gurgueia Palace Hotel. Local onde foi feito o lançamento do produto. A solenidade contou com a presença de profissionais da Bayer que atuam na Região do (MATOPIBA) e teve como estrela principal o Palestrante: Professor, Fernando César Juliatti – mestre e doutor em Fitopatologia e professor da Universidade Federal de Uberlândia.

O Xpro vem para suprir uma necessidade que está assustando a cadeia produtiva e de pesquisa, pois há tempos não se descobre novas moléculas e as doenças na cultura da soja tem sido um dos principais pontos negativos no aumento da produção, esse novo produto tem uma mistura tripla de ativos e vem de forma inovadora e os testes comerciais a campo mostram isso, aqui mesmo na Regional (MAPI) Maranhão e Piauí, foram mais de 50 áreas, a maioria delas feita do lado de FOX que já é o líder absoluto no Brasil e o XPRO foi vencedor em mais de 80% das áreas com média de 4 sacas de soja a mais do que a área ao lado.

De acordo com o empresário Tonhão da Plantec, o Xpro faz parte do plano de investimento da Bayer na agricultura brasileira, e será mais uma ferramenta indispensável na proteção das lavouras, ajudando o produtor dos Cerrados piauiense a aumentar sua produtividade de maneira sustentável.

Confira as fotos do evento: (Portal Ponto X)

Comentários Facebook