logo-cabecalho

Siga nossas redes:

Piauí atinge em maio o maior montante em exportações registrado em 2024

Em maio de 2024, o Piauí exportou o valor de US$ 173,3 milhões, equivalente a R$ 915,5 milhões. No mês, as exportações subiram 27% em relação a abril deste ano (US$ 126,4 milhões), comercializando R$ 247.2 milhões a mais.  As importações atingiram o valor de US$ 19,1 milhões no mês de maio, que corresponde a R$ 101,1 milhões. O superávit (diferença entre as exportações e importações) alcançou US$ 154 milhões, equivalente a R$ 814,3 milhões, que corresponde a 89% dos produtos negociados. Os dados foram divulgados, na quinta-feira (06), pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MDIC).

LEIA MAIS: Portal Ponto X 📲

No comparativo com maio de 2023, a Balança Comercial do Piauí apresentou queda nas exportações, comercializando US$ 20,8 milhões (R$ 110,2 milhões) a menos que o mesmo mês do ano passado, quando exportou US$ 194,2 milhões (R$ 1,025 bilhão), sofrendo uma queda de 10,75%.

Segundo dados do MDIC, as importações piauienses, no comparativo com o mês passado e com o mesmo mês de 2023, sofreram queda de 33,9% e 41,4% respectivamente, com US$ 13,5 milhões a menos comparado ao mês de abril de 2024 e US$ 9,8 milhões a menos comparado a maio de 2023, respectivamente.

As exportações acumuladas de 2024 (janeiro, fevereiro, março, abril e maio) foram de US$ 445,6 milhões (R$ 2,352 bilhões) e as vendas do acumulado de 2023 foram de US$ 653,3 milhões (R$ 3,450 bilhões), gerando uma diferença de US$ 207,9 milhões, com queda de 31,8%.

Os produtos mais vendidos foram a soja com participação de 74% (US$ 128 milhões), farelo de soja com 6,6% (US$ 11,4 milhões), milho com 5% (US$ 8,6 milhões), minério de ferro com 3,9% (US$ 6,7 milhões), algodão com 2,9% (US$ 5 milhões) e outras gorduras e óleos animais e vegetais com 2,8% (US$ 4,8 milhões).

Os municípios que mais exportaram foram Uruçuí, Bom Jesus, Monte Alegre do Piauí, Corrente, Parnaíba e Baixa Grande do Ribeiro. Os países que mais compraram foram China (65%), Espanha (7,3%), EUA (4,9%), Alemanha (3,1%), Irã (2,7%) e Turquia (2,6%).

O superintendente de Desenvolvimento Econômico, Deusval Lacerda de Moraes, ressalta a importância do poder executivo no apoio às cadeias produtivas do estado. “O Governo do Piauí vem empreendendo grandes esforços no incentivo à cadeia do agronegócio piauiense, e também aos demais produtos locais, para melhorar a vantagem competitiva no mercado internacional, com apoio na infraestrutura, no sistema educacional, na digitalização dos serviços públicos, na inovação, na logística, na produtividade e no fortalecimento do ambiente interno de negócios. Nosso objetivo é atrair novos investimentos e ampliar a produção econômica, visando à melhoria das condições de vida dos piauienses”, destacou.

📲TV PONTO X (Jornal, segunda, quarta e sexta às 12h) Inscreva-se no Canal.

📲Confira as últimas notícias do Portal Ponto X
📲Acompanhe o Ponto X no Facebook e no Instagram 
📲Participe do canal de notícias do Ponto X no WhatsApp e no Telegra

VEJA TAMBÉM

plugins premium WordPress