Paciente de Bom Jesus em estado grave de Covid-19 percorre 340 km para conseguir oxigênio e leito de UTI

Ele foi transferido do Hospital Regional de Bom Jesus para o Hospital Regional Senador José Cândido Ferraz, em São Raimundo Nonato, ambos no Sul do Piauí.

Leitos de UTIs estão sendo instalados no prédio da Policlínica em Bom Jesus, Sul do Piauí — Foto: Divulgação/Sesapi

Um paciente grave de Covid-19 precisou percorrer 342 km, nesse sábado (27), para conseguir oxigênio e um leito de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Ele foi transferido do Hospital Regional de Bom Jesus para o Hospital Regional Senador José Cândido Ferraz, em São Raimundo Nonato, ambos no Sul do Piauí.

“Saiu um paciente para São Raimundo Nonato, quase 400 km, porque nós não temos um oxigênio no Hospital Regional de Bom Jesus, algo simples. Nós não temos uma UTI no território Chapada da Mangabeira”, declarou o prefeito de Bom Jesus, Marcos Elvas.

Segundo o prefeito, o foco do município tem sido a atenção básica. A prefeitura criou um Centro Covid para tratamento precoce dos pacientes, porém o Hospital Regional de Bom Jesus atende apenas casos de leve e média complexidade da doença por falta de falta de estrutura.

Em casos mais graves, o município de Bom Jesus tem contado com o suporte, na maioria dos casos, do Hospital Tibério Nunes, em Floriano, a 400 km de distância. A cidade já registrou 247 casos de coronavírus, e nenhum óbito.

O diretor do Hospital Regional de Bom Jesus, Helder Menezes, contou que o prédio da Policlínica está sendo preparado para funcionar com 10 leitos de UTIs, mas que aguarda o restante dos equipamentos. A previsão é que demore mais 15 dias para o local ficar pronto.

Sobre a falta do oxigênio no hospital, o diretor informou que o problema foi do fornecedor, que não entregou o material a tempo. Segundo ele, o problema foi solucionado.

Dez leitos de UTIs serão instalados no prédio da Policlínica em Bom Jesus — Foto: Aparecida Santana/TV Clube

Fonte: Com informações da TV Clube e G1 PI