28.2 C
Bom Jesus

OAB de Bom Jesus publica nota de repúdio devido a prisão de advogado

O advogado Marcos Faria Santos Coelho, foi preso pela Polícia Civil de Bom Jesus.

A Ordem dos Advogados do Brasil, Subseção de Bom Jesus, vem repudiar todos os atos arbitrários e constrangedores cometidos, na tarde desta quarta-feira (20/02/2019), em desfavor do advogado Marcos Faria Santos Coelho, o qual foi preso pela Polícia Civil de Bom Jesus de maneira humilhante, em total desrespeito às prerrogativas previstas no Estatuto da OAB.

Certo é que este ato de abuso de autoridade não atenta apenas contra a advocacia, mas contra toda a sociedade. Advogados e advogadas são indispensáveis à administração da Justiça (art. 133, CF) e, para o bem da sociedade, possuem a prerrogativa de não serem presos(as) no exercício da profissão, salvo em caso de crime inafiançável (art. 7º, § 3º, da Lei 8.906/94), o que não era a hipótese em questão e, aliás, sequer crime houve.

Ademais, em razão do exercício profissional nenhuma prisão de advogado ou advogada poderá ser realizada sem a presença de representante da OAB, bem como os profissionais da advocacia têm o direito de não serem recolhidos presos, antes de sentença transitada em julgado, senão em sala de Estado Maior, com instalações e comodidades condignas e, na sua falta, em prisão domiciliar (art. 7º, IV e V, da Lei 8.906/94), prerrogativas estas que foram desrespeitadas pela Polícia Civil de Bom Jesus, restando-se configurada, portanto, a prática de múltiplos atos atentatórios contra a dignidade da advocacia, razão pela qual nenhum profissional que a exerce deve se calar diante de tamanha afronta, sob pena de estarmos nos deixando caminhar para o abismo.

A OAB estará sempre pronta para reagir energicamente contra todas as iniciativas no sentido de constranger o livre exercício profissional da advocacia e não tolerará ataques pessoais a qualquer advogado(a). Logo, ao mesmo tempo em que repudiamos o tratamento vexatório e agressivo, manifestamos solidariedade ao Dr. Marcos Faria Santos Coelho, esclarecendo que, além da assistência prestada durante o episódio, estão sendo tomadas todas as medidas cabíveis ao caso.

Por fim, a Subseção de Bom Jesus reafirma seu compromisso incondicional com a defesa das prerrogativas profissionais e valorização da advocacia, por compreender que somente dessa forma se manterão hígidos os pilares que sustentam uma verdadeira democracia, entre eles o pleno exercício do direito de defesa, constitucionalmente garantido a todos os cidadãos.

DOUGLAS FRANCO TORRES DE OLIVEIRA

Presidente da Subseção de Bom Jesus

Veja a Nota de Repúdio:


 FONTE: OAB-Bom Jesus

 

Mais Lidas

Polícias Civil e Militar prendem traficantes em Bom Jesus.

A ação integrada das Polícias Civil e Militar de Bom Jesus resultou na prisão de um casal traficantes, na apreensão de um menor de...

Gusttavo Lima é censurado e decide não fazer mais lives, CONAR aponta irregularidades nas transmissões

A declaração foi feita horas depois do músico virar alvo do Conar (Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária), que apontou irregularidades nas propagandas de bebidas...

Adolescente de 15 anos morre afogado em barragem no Piauí

O jovem Lucas de Jesus Almeida, de apenas 15 anos, de família de Campo Grande do Piauí, morreu vítima de afogamento no início da...

Sindicato denuncia cortes de horas extras e cobra adicional de periculosidade igual para todos durante pandemia

A Direção do Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Saúde Pública do Piauí (SINDESPI) em reunião na última quarta-feira (15/04) com o diretor do...