O ataque foi aparentemente impulsionado pela tentativa do ugandense de fazer com que a esposa parasse de beber, dando-lhe uma lição com negação de sexo, informa o Sputnik

Segundo mídia, um agricultor ugandense, de 46 anos, identificado como Moses Okot, acabou tendo seu pênis brutalmente amputado pela esposa embriagada.

Como Okot explicou, ele estava dormindo no momento do ataque e acordou depois de sentir “um pouco de dor” ao descobrir que suas calças estavam “molhadas de sangue”.

A perpetradora, Beatrice Acen, de 35 anos, teria fugido da cena e permanece em liberdade. De acordo com Okot, o ataque teria sido impulsionado pela recusa de fazer sexo com ela, por ela beber demais.

“A mulher volta para casa quando está muito bêbada. Como homem, eu não toleraria mais isso, então decidi negar sexo com esperança de que ela melhorasse. Ela sempre exigiu sexo”, revelou.

O governador da aldeia, onde Okot mora, também revelou que não foi a primeira vez que o fazendeiro foi prejudicado por sua esposa. “No ano passado, ela quebrou a clavícula do marido em uma briga e fugiu”, disse o governador, acrescentando que o caso foi resolvido “em seu escritório” e o casal fez as pazes.

Portal Ponto X 2019 – Conectando o Sul do Piauí. Curti e siga as nossas páginas no Facebook @portalpontox no Instagram portal_pontox e no Twitter @PortalPontoX  INSCREVA-SE em nosso CANAL no YOUTUBE CANALWEB TV PONTO X sugestão de matéria pelo WhatsApp (89) 98140-639

Comentários Facebook