Grupo Progresso inicia construção de usina Fotovoltaica no sul do Piauí

Com uma potência inicial de 1.628 kWp e 5.120 placas solares, este novo empreendimento transformará a incidência solar em energia elétrica.

620

O Grupo Progresso iniciou a construção da Usina Fotovoltaica que terá o nome do fundador do Grupo, Cornélio Adriano Sanders. O gaúcho é natural da cidade de Não-me-Toque, no Rio Grande do Sul e já cultivava o amor pelo agronegócio desde cedo, trabalhando com o pai e com os irmãos.

Depois de passar por Mato Grosso do Sul e Minas Gerais, Cornélio decidiu continuar sua trajetória no Piauí, estado que pertence a região chamada de Matopiba, considerada a última fronteira agrícola do país. Em 2001, o agricultor adquiriu no estado a área em que hoje se localiza a sede da Fazenda Progresso. Atualmente, o grupo conta com quatro propriedades no Piauí nas cidades de Sebastião Leal, Uruçuí, Landri Sales e Guadalupe, além de uma unidade em Paracatu, Minas Gerais.

Com uma potência inicial de 1.628 kWp e 5.120 placas solares, este novo empreendimento transformará a incidência solar em energia elétrica, que possibilitará a conquista da autossuficiência em energia limpa e renovável.

O módulo solar fotovoltaico converte diretamente a energia da luz do Sol em energia elétrica confiável, limpa e sem interferências externas. Matrizes de células solares são associadas de forma a produzir a tensão desejada pelo efeito fotoelétrico.

O sistema, quando previsto armazenamento, utiliza baterias estacionárias (banco de baterias), dimensionadas geralmente para suprir até quatro dias com insolação insuficiente, possibilitando a autonomia do sistema.

Com este pensamento social e ambiental, o grupo Progresso busca plantar e produzir sementes de forma sustentável.

Portal Ponto X

Comentários