28.2 C
Bom Jesus

Governo e COE estudam exigir duas doses de vacinas e exame em festas e eventos

Em decreto publicado esta semana, o governador Wellington Dias (PT) autorizou festas e eventos.

Os critérios para realização de eventos-testes no Piauí serão definidos em até 30 dias pelo Centro de Operações Emergenciais (COE). Em decreto publicado esta semana, o governador Wellington Dias (PT) autorizou festas e eventos,  nas áreas cultural, desportiva e agropecuária, desde que aprovados pelas vigilâncias sanitárias estadual e municipal.

A diretora da Vigilância Sanitária do Estado (Divisa), Tatiana Chaves, disse que serão avaliados parâmetros nacionais e internacionais para serem definidas a regras, de acordo com a realidade do estado.

“Temos 30 dias para regulamentar os critérios. Vamos discutir o que será possível ser operacionalizado. Tudo isso será discutido com os membros do COE”, disse Chaves.

Com a definição dos critérios, os responsáveis pela realização do evento-teste devem apresentar o projeto até 30 dias antes da data do início anúncio e vendas de ingresso para o evento.

Doses de vacinas e teste covid

O secretário estadual de Governo, Osmar Júnior, confirmou que o estado ainda vai divulgar uma instrução normativa para ser seguido pelas empresas e produtores culturais. A portaria sairá após discussão com todos os setores envolvidos.

De acordo com o secretário, há indicativo de que se exija nos eventos-testes as duas doses da vacina. “Em regra, os eventos no mundo estão exigindo a carteira de vacinação com as duas doses”, disse Osmar Júnior.

Na portaria será fixada também a quantidade de pessoas que será permitido nos eventos-teste. O governo estuda também a exigência de teste recente de covid-19.

Osmar destaca outro ponto importantíssimo que é o monitoramento posterior ao evento para detectar se houve transmissão da covid-19.

“O monitoramento posterior é para analisar as consequências do evento, se implicou em novos contágios. Por isso é importante ter nomes, telefones, endereços das pessoas que participaram dos eventos-teste para fazer o monitoramento”, disse o secretário de Governo.

Mais Lidas