28.2 C
Bom Jesus

Frente Parlamentar defende a criação de polo agroindustrial na região do Cerrado no Piauí

A Frente Parlamentar em Defesa da Agropecuária Piauiense (FPA), solicitou ao governador do Wellington Dias (PT) a realização de um Estudo de Viabilidade Técnica e Econômica (EVTA) para a instalação de um Polo Agroindustrial, com base na cadeia produtiva da soja, do milho e do algodão dentre outras culturas, na região dos cerrados piauiense. O ofício já foi encaminhado pelo deputado estadual Henrique Pires (MDB), presidente da FPA.

O VBP (valor bruto da produção agropecuária) do Piauí mais do que dobrou nos últimos 10 anos, passando de aproximadamente R$ 2,1 bilhões (2010) para mais de R$ 5,3 bilhões (2019). Em termos de geração de emprego, estima-se que são gerados aproximadamente 50 mil empregos diretos, e mais 150 mil indiretos no cerrado piauiense. “Esta cadeia produtiva poderá ser melhor aproveitada e gerar mais emprego com a criação de um polo agroindustrial, por isso que defendemos essa ideia que também é uma reinvindicação dos produtores. Eu acredito na sensibilidade do governador para essa questão ainda mais neste momento em que vivemos da necessidade da recuperação econômica do Piauí e a agroindústria só tem a contribuir”, afirma o deputado.

Segundo os dados do IBGE, o Piauí tem se destacado na produção agropecuária,  especialmente na produção de grãos no cerrado piauiense. O Estado cultiva cerca de 1,5 milhões de hectares, onde aproximadamente 1,0 milhão (66%) estão nos cerrados. A produção de grãos do Estado, no ano-safra 2019/2020, atingiu aproximadamente 4,9 milhões de toneladas (+ 11,1%), sendo cerca de 4,5 milhões (92%) originadas do cerrado. Somente a soja, a produção foi de aproximadamente 2,45 milhões de toneladas (+ 5,2%); milho cerca de 2,20 milhões de toneladas (+ 20,0%); além de outros grãos, tais como: arroz, feijão, sorgo e milheto, e algodão.

Piauí tem condições seguras de ampliar o seu agronegócio

A criação do polo gera impacto positivo não só as 4 microrregiões (Alto Médio Gurguéia, Alto Parnaíba Piauiense, Bertolínia e Chapadas do Extremo Sul Piauiense) onde está a grande produção de soja e milho, mas também todo o Estado do Piauí. Aliado a isto estão outros fatores como a questão da possibilidade de expansão das áreas obedecendo as necessidades de preservação ambiental previstas em lei e da segurança jurídica alcançada com a modernização da legislação fundiária do Piauí.

A utilização da terra para a agricultura é de aproximadamente 12% deste território e evidencia-se a sustentabilidade do cultivo da soja e de outras culturas produzidas no Piauí. Corroborando, um recente estudo de análise territorial dos dados do CAR (Cadastro Ambiental Rural), realizado pela Embrapa, verificou que mais de 63% da área dos imóveis rurais são destinados a preservação da vegetação nativa pelos produtores piauienses.


Fonte: Cidade Verde

Mais Lidas

Polícias Civil e Militar prendem traficantes em Bom Jesus.

A ação integrada das Polícias Civil e Militar de Bom Jesus resultou na prisão de um casal traficantes, na apreensão de um menor de...

Gusttavo Lima é censurado e decide não fazer mais lives, CONAR aponta irregularidades nas transmissões

A declaração foi feita horas depois do músico virar alvo do Conar (Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária), que apontou irregularidades nas propagandas de bebidas...

Adolescente de 15 anos morre afogado em barragem no Piauí

O jovem Lucas de Jesus Almeida, de apenas 15 anos, de família de Campo Grande do Piauí, morreu vítima de afogamento no início da...

Sindicato denuncia cortes de horas extras e cobra adicional de periculosidade igual para todos durante pandemia

A Direção do Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Saúde Pública do Piauí (SINDESPI) em reunião na última quarta-feira (15/04) com o diretor do...