logo-cabecalho

Siga nossas redes:

Estudante pode voltar às aulas no 6º dia após testar positivo para a covid, diz guia do COE

O estudante que testar positivo para a covid-19 e, caso não apresente mais febre no 6º dia desde o aparecimento dos sintomas, está liberado para voltar às aulas com utilização obrigatória de máscara por pelo menos dez dias. A medida está prevista em um guia do Comitê de Operações Emergenciais (COE) de Teresina divulgado nesta quarta-feira (22). O documento orienta instituições de ensino públicas e privadas de ensino fundamental, básico e superior sobre as medidas que devem ser adotadas frente ao surgimento de casos suspeitos ou confirmados da doença.

O guia, presente na nota técnica nº 001/FMS/DVS/COE, determina em que situação o estudante e seus contatos deverão ficar em isolamento após o primeiro sintoma suspeito de Covid. No documento, o COE entende como contato aquela pessoa manteve contato com o estudante por pelo menos 15 minutos em uma distância de até 2 metros.

O COE Municipal determina ainda que cabe às instituições de ensino a comunicação e a notificação de casos suspeitos ou confirmados de Covid-19 às autoridades sanitárias municipal e estadual.

“Não se recomenda o fechamento temporário de turmas, turnos ou escolas em decorrência do surgimento de casos, exceto em condições excepcionais, mediante deliberação conjunta entre a direção da escola e as autoridades sanitárias”, diz trecho da nota técnica divulgada pelo COE Municipal.

Orientações

  • Aluno com sintoma ou teste positivo 

Neste caso, o estudante deverá manter isolamento domiciliar por no mínimo cinco dias. Se no sexto dia, após o início dos sintomas ou do teste, o estudante estiver há 24 horas sem febre (sem uso de antitérmicos) poderá retornar às aulas presenciais com utilização de máscara por pelo menos 10 dias.

Em caso contrário, esse aluno deverá manter o isolamento até o décimo dia, com liberação para retorno às aulas somente com ausência de febre ou dos sintomas da Covid nas últimas 24 horas.

  • Contatos de alunos positivos 

Os alunos que tiverem com o calendário vacinal atualizado poderão permanecer frequentando as aulas usando máscara por pelo menos 10 dias, sob monitoramento de sintomas e testagem pelo menos cinco dias após o contato.

Se surgirem sintomas ou o contato testar positivo, deverá ficar afastado por cinco dias das aulas, conforme o aluno com teste positivo.

  • Alunos não vacinados ou com dose em atraso 

Aqueles estudantes que não estiverem vacinados ou com dose em atraso e apresentarem sintoma de Covid-19 deverão ficar pelo menos dez dias em casa. Só retorna à sala de aula após o sétimo dia de quarentena, se não fizer o teste para Covid.

  • Alunos que não usarem máscara 

Para estudantes com impossibilidade de utilizar máscaras adequadamente, os prazos para quarentena e isolamento serão automaticamente prorrogados para 10 dias, independente do status vacinal, testagem negativa e da melhora clínica antes desse prazo.

Vale ressaltar que o uso de máscara é obrigatório em ambientes fechados, ambientes abertos com aglomeração e/ou presença de pelo menos um caso de COVID-19 para cada grupo de até 500 alunos da escola.

VEJA TAMBÉM