28.2 C
Bom Jesus

Estudante de medicina acusado de estupro em Teresina é considerado foragido

O estudante de medicina, Marcos Vitor Aguiar Dantas Pereira é supseito de estupro de vulnerável em quatro garotas de Teresina. Aeroportos já estão em alerta

A Polícia Federal emitiu alerta para todos os aeroportos do país, após o  estudante de medicina,  Marcos Vitor Aguiar Dantas Pereira, suspeito de estupro de vulnerável ser considerado foragido.

Na tarde desta terça-feira (12), a Polícia Civil cumpriu buscas nos endereços do investigado em Manaus e Teresina, mas ele não foi localizado.

O estudante é suspeito de estupro contra quatro garotas em Teresina. O delegado geral da Polícia Civil do Piauí, Lucy Keyko, informou que o investigado não foi encontrado para o cumprimento do mandado de prisão preventiva que foi  expedido em 7 de outubro.

Procurada, a defesa do estudante informou que ainda não foi informada formalmente sobre a decisão e que, por isso, não vai se pronunciar no momento.

“Houve diligências nos endereços dele em Manaus, no intuito de cumprir a Carta Precatória. Em Teresina, a DCPA [Delegacia de Proteção a Criança e ao Adolescente] fez buscas, mas ele não foi localizado”, informou o delegado Marcelo Leal, da Gerência Especializada (GPE).

DEPOIMENTO DA IRMÃ DE TRÊS ANOS

Uma menina, com um laço de fita rosa gigante nos cabelos e um coelhinho de pelúcia nas mãos, fala inquieta sobre o que mais gosta na vida. Rodando para um lado e para o outro, numa cadeira giratória, ela conta que adora brincar de esconde-esconde, pega-pega. No fundo da sala, tem uma boneca de pano da Emília sobre uma mesa.

A criança, perguntada, diz que mora com a mãe, o pai e o “maninho”. O “maninho”, o estudante de medicina Marcos Vitor Dantas Aguiar Pereira, de 22 anos, tocava nela. Perguntada mais uma vez, ela relata, quase brincando, que ele tocava e beijava partes de seu corpo, “aqui (na pepeca) e aqui“, enumera, apontando para o tórax e para os órgãos genitais.

A menina diz que o rapaz dava beijos no lugar que ela usa para ir ao banheiro. A cena descrita pela tia, P.C., aconteceu na Delegacia de Proteção à Criança de Teresina, no Piauí, onde uma das duas irmãs do rapaz, indiciado por abuso de vulnerável, prestou depoimento. A gravação faz parte de um vídeo que é mantido em sigilo no inquérito que investiga o estudante por abusos a quatro crianças, duas delas suas irmãs de 3 e 9 anos.


Fonte: Clube News

Mais Lidas