Site emiliano 2019
BannerVirteX

Circula nas redes sociais um documento denominado de: “Dossiê Laranja”. A informação publicada durante este final de semana caiu como uma bomba para a política estadual, em especial para a cidade de Bom Jesus.

De acordo com os documentos divulgados em grupos de whatsApp, Fabrício Pereira Torres, além de liderança política de Fábio Novo é também presidente da Associação dos Filhos e Amigos de Bom Jesus, responsável por entre outras coisas, realizar o famoso Festival da Rabeca de Bom Jesus. Conforme os documentos, a associação presidida por Fabrício já chegou a receber mais de R$ 2 milhões.

Os dados também apontam que Fabrício é filiado ao PT desde 01/10/2011, tendo passado a presidir a Associação dos Filhos e Amigos de Bom Jesus (CNPJ 01.027.581/0001-18, https://www.cnpjconsultas.com/cnpj/associacao-dos-filhos-e-amigos-de-bom-jesus/01027581000118), associação em torno da qual giram as atividades culturais promovidas pelo Deputado Estadual pelo PT, Fábio Nunes Novo, que também foi Secretário de Cultura do Estado do Piauí. Nesse contexto, observaram-se nos últimos anos as seguintes liberações com origem em caixa público estadual em prol da AFABJ, sob responsabilidade direta de Fabrício Pereira Torres e marketing promovido pelo Deputado/Secretário:

O recebimento de valores advindos de caixa federal, na forma de patrocínio pelo Banco do Nordeste do Brasil, que em 04/09/2014 liberou R$ 50.000,00 para a AFABJ promover o VII Festival de Rabecas e, em 03/04/2015 liberou R$ 20.000,00 para a mesma associação promover o Teatro da Paixão ano XI, bem como da Caixa Econômica Federal, que procedeu à inexigibilidade de licitação para patrocínio ao evento Teatro da Paixão, no valor de R$ 19.250,00, conforme autorização ap 951/2015 (DOU de 01/04/2015). Conforme o Mapa de Financiamento Cultural. Entre 2013 e 2014 a AFABJ era a 8ª entidade de índole cultural do Piauí a apresentar projetos (apenas um, conforme dados informados pela Fundação Cultural do Piauí para aquela organização), porém a 2ª em volume de recursos recebidos (R$ 1.125.229,50). Todo o volume de capital mencionado é liberado em favor da AFABJ tinha por responsável seu presidente, Fabrício Pereira Torres.

O dossiê aponta ainda que o suposto assessor de Fábio Novo é servidor comissionado da Assembleia Legislativa do Piauí, o contracheque de Fabrício aponta vantagens de R$ 6.500 mensais.

O documento sugere ainda:

Encaminhar ao Presidente do Tribunal de Contas do Estado do Piauí, ao Procurador da República representante da 5ª Câmara de Coordenação e Revisão do Ministério Público Federal no Piauí e ao Superintendente do Departamento de Polícia Federal no Piauí para as providências cabíveis.

Procurado pela Redação do Ponto X, o deputado estadual, Fábio Novo, citado no documento, disse que as denúncias são infundadas e patrocinadas por adversários políticos de Bom Jesus. O deputado falou ainda que está viajando e somente hoje tomou conhecimento das denuncias. “É verdade que Associação recebeu recursos para realizar vários Festivais da Rabeca. TODOS eles ocorreram. JÁ são 11 edições”, Disse o Deputado.

Foto: Festival de Rabecas

Portal Ponto X 2019 – Conectando o Sul do Piauí. Siga-nos no Facebook @portalpontox no Instagram portal_pontox e no Twitter @PortalPontoX

Foto: Festival de Rabecas 2018 – Wesley Safadão

A respeito do “Teatro Alard”, Novo disse que é público e notório que existe o Teatro Alard de Bom Jesus. Ele foi inaugurado em abril de 2018.

Foto: Teatro Alard
Comentários Facebook
GRILL_20cef98edeecd4b3df6ce2fdb3319e8e
Compartilhar