Artefato explode e deixa sete pessoas feridas durante desfile de 7 de setembro em Bom Jesus

Comandante da PM publica nota pedindo desculpas aos feridos e diz que o caso será investigado.

2132
Foto: Portal Ponto X

Durante o desfile cívico de 7 de setembro realizado na cidade de Bom Jesus, sul do estado do Piauí, um incidente foi registrado. Já no final do desfile onde a Força Tática da Polícia Militar realizava sua apresentação, um artefato explodiu deixando sete pessoas feridas, nenhuma em estado grave.

O comandante da Força Tática, Capitão Cavalcante, conversou com o Ponto X, e esclareceu que, a intenção da policia era simplesmente fazer uma apresentação a altura do desfile, e que estava previsto esse tipo de apresentação com efeito sonoro, assim como já foi feito em outras oportunidades e nada desse tipo havia acontecido. “Foi um imprevisto, e nós vamos apurar as causas do artefato ter causado danos a algumas pessoas, o que de maneira alguma estava previsto, são artefatos sonoros e de fumaça, não são letais”. Disse o comandante.

A equipe do SAMU que estava no local, imediatamente atendeu os feridos fazendo os primeiros socorros e em seguida encaminhando as vítimas para o Hospital Regional de Bom Jesus.

A senhora Laurecir Ribeiro Batista da Silva, de 39 anos de idade, que se feriu na perna, disse que a Força Tática deveria ter comunicado o público sobre sua apresentação, ela ainda cobrou mais organização da força sobre o episódio.

O Ponto X foi até o quartel do 19° BPM de Bom Jesus e teve acesso ao artefato sonoro que foi usado durante a apresentação da Força Tática. Segundo o comandante, esse tipo de artefato é produzido com material não letal, é usado apenas borracha e papel. (Veja a Foto)

Foto: (material usado no artefato explosivo – Borracha e Papel) Portal Ponto X

O comandante do 19° BPM, Major Evandro Gomes, disse que será aberto um inquérito policial para analisar as causas do artefato ter tomado outras proporções que não estava previsto. Segundo informações da policia, o comandante geral da policia militar do Piauí, Coronel Carlos Augusto, já foi informado e uma perícia irá investigar as causas e quais os responsáveis pelo incidente.

Uma nota foi publicada pelo comandante, Major Evandro Gomes, onde pede desculpas a todos que foram atingidos pelo artefato explosivo durante a apresentação da Força tática.

Portal Ponto X

Comentários