Ex-prefeito de Redenção do Gurguéia é solto, mas terá que cumprir medidas cautelares

O ex-prefeito Delano Parente é acusado de desviar mais de R$ 17 milhões.

314
Foto: divulgação - Delano Parente - Portal Ponto X

O alvará de soltura de Delano de Oliveira Parente Sousa, foi expedido nesta quinta-feira (20) pelo Tribunal de Justiça do Piauí. Um Habeas Corpus N° 0000502-39.2017.8.18.0042 impetrado pela defesa foi favorável a Delano por 2 votos a 1.

A relatora do processo, desembargadora Eulália Maria R.G.N. Pinheiro foi voto vencido, a desembargadora votou para que Delano continuasse preso, porém os desembargadores Sebastião Ribeiro Martins e Fernando Carvalho Mendes, este convocado em virtude das férias do (desembargador Joaquim Dias de Santana Filho), votaram pela soltura de Delano Parente.

O ex-prefeito Delano ficará em liberdade, mas, terá que cumprir medidas cautelares previstas no Art. 319, ins. I e V, comparecimento periodicamente em juízo e recolhimento as 21:00 horas período noturno. Segundo informações Delano está em Teresina.

O ex-prefeito de Redenção do Gurguéia, Delano Parente, foi preso no dia 11 de outubro de 2016, em cumprimento a mandado de prisão preventiva em Teresina e posteriormente transferido para a penitenciaria de Bom Jesus. A operação denominada “Déspota” foi desencadeada após a Controladoria Geral da União (CGU) e o Tribunal de Contas do Estado (TCE), junto ao Ministério Público Estadual (MPE) descobrirem fortes indícios de corrupção, superfaturamento, emissão de notas fiscais frias, utilização de empresa de fachada e lavagem de dinheiro.

 

Comentários